02 maio 11

Tô gorda!

Bate papo

Gente, recebi um universo de temas para trabalhar aqui essa semana. Por sinal, já deixo meu agradecimento! Mas uma emergência surgiu, tanto de mim, quanto de outras pessoas pela web, me fazendo perceber que é um tema complicado, delicado e sobre o qual ninguém fala. Afinal, é horrível se assumir gorda, né?
Mas acontece que, exceto pelas paranóias bulímicas e anoréxicas de algumas pessoas – não estou julgando! Eu poderia até fazer um post gigante sobre essa complexidade psicológica – muitas pessoas se consideram gordas, nos dias atuais. Algumas, sem razão. Para charme, para receber elogios, tem gente que, pesando 40kg (como algumas japonesas que ví em um relato da revista Zipper) já estão entrando em dieta.
Mas vamos aos fatos: as pessoas estão cada vez mais sedentárias. E cada vez mais se alimentando de forma inapropriada. Não falo pelo mundo, falo por mim. Estou acima do peso considerado saudável e meu triglicérides está lá no alto (apesar de eu ter conseguido reduzir o colesterol, que estava em nível perigoso).

problemas-balança

Paloma, eu tô gorda. E agora?
Primeiro, você precisa calcular seu IMC para descobrir se está acima do peso mesmo. Está muito? Pouco? O primeiro passo importante é definir o quanto é necessário perder. Depois disso, pare e reflita sobre seus hábitos: sedentarismo, alimentação errada, almoço rápido, come muito e poucas vezes, ou várias vezes. É fundamental analisar onde está seu erro para poder corrigir.

Dietas?
Aquelas dietas malucas não são necessárias, se houver dedicação. É recomendado fazer algum tipo de exercício físico. Uma caminhada diária de 30 minutos faz uma diferença, que você nem acredita! Comer de 3 em 3 horas é necessário, um café da manhã rico em frutas, sucos e cereais – uma fruta de intervalo, um almoço balanceado e um lanche de intervalo, jantar bem leve e uma fruta antes de dormir. É o que me foi recomendado e tentarei seguir a risca!

Uma boa dica, para quem está desmotivado, é se informar sobre os Vigilantes do Peso. Há uns anos, quando minha mãe frequentava, eles usavam muitas dietas de sopas e era bem desanimador. Hoje em dia, estive pesquisando, eles estão bem atualizados! Cada alimento corresponde a um ponto e você  come o que quiser, seguindo uma pontuação diária e semanal. Existem alimentos que valem 0 pontos, como verduras, dos quais você pode abusar para matar a fome em momentos desesperadores. O Vigilantes trabalha com reuniões semanais e você também pode optar pelo ‘tratamento’ em casa, em que compra um kit e segue as dietas e sugestões por sí só. Dá um conferida nos valores e na forma de trabalhos deles, é bem legal!

O importante é não desanimar. Pense que, além de cuidar do seu corpo e da sua beleza, você estará tratando sua saúde. Informe-se com um nutricionista, um terapeuta, um personal trainner. Não tenha vergonha de obter ajuda para perder peso, caso a tentativa sozinha não esteja funcionando… Mas motive-se! Marque uma meta e lute por ela. Tudo vai depender de você e suas atitudes.
E eu assumo: tô gordinha, sim! Mas estou, não sou!! Isso vai mudar, pois depende apenas de mim e eu estou disposta a isso!

Prometo que volto contar pra vocês se está dando certo… com direito a foto de antes e depois, hein? Beijos, meninas! Cuidem-se!

Kisses!
Loma Sernaiotto
blog twitter