Na prática: customização de short jeans | Só Para Meninas | blog feminino por Rafaelli Antes
Moda

Na prática: customização de short jeans

Falei em outro post sobre dicas pra customizar seu short jeans e hoje vim mostrar o resultado na prática: minha amiga Carla (que já colaborou aqui) tinha umas calças que já não usava e quis dar uma cara nova pra tudo e deixá-las aproveitáveis pra virada do ano na praia, então cortou tudo e fez três shorts bem diferentes.

Esse primeiro é o meu favorito, todo manchadão, meio tie dye. Ela fez assim: embolou o short (deixando no formato de uma bolinha), amarrou com barbante e jogou na água sanitária (pura, dentro de um balde). O short foi descolorindo e ficou assim. Essa descoloração desigual é por causa do embolado.

Esse aqui foi feito com a técnica do dip dye: vc mergulha na água sanitária (pura, no balde) só a parte que quer que fique clara. Essa transição ela fez borrifando a água sanitária entre o branco e o azul.

Esse último é o mais simples de todos: aplicações de tachas. A Carla achou um cinto velho, tirou as tachas e colocou no short, dando esse detalhe super legal ali perto do bolso.

Em todos ela vai passar uma costura um pouco acima do lugar onde ela cortou pra fazer o short, aí quando for lavando a barra vai desfiando, mas até um limite, por causa da costura.
Trabalhar com água sanitária pode ser perigoso, ainda mais nesses casos onde ela é usada pura, então certifique-se de tocar os devidos cuidados. Caso seja necessário use máscara e luvas e faça a customização em local arejado.
Outra coisa milagrosa é um tal de Azulim, um limpador de azulejos que clareia o jeans no momento em que você encosta nele. O problema é que o cheiro é super forte, então é melhor usar máscara. Recomendo usar só se seu short não está clareando com a água sanitária. Como ele é milagroso deve ficar bom pra fazer manchas com borrifador, esponja e até mesmo pingos dele.
E repito: muito cuidado ao usar os produtos químicos.

Gostaram das dica de hoje?

17 Comentários

  • Sandra

    legal..acho que não precisa usar agua sanitária pura, pois é super forte e embora seja barato, acaba sendo um desperdício. Mesmo se misturar na água ela ainda fica bem forte.
    Cuidado pra não deixar muito tempo, pois como o tecido sofre muito com a aplicação desse produto, a durabilidade diminui muito, a roupa meio que começa a despedaçar depois de um tempo, entào quanto menos agua sanitaria melhor…tudo bem que a peça já é bem usada e talz, mas se durar mais melhor ne?

    • Rafaelli Antes

      sandra, a gente não desperdiçou a água sanitária, não. Como foi usava só pra molhar a roupa (e depois ela ficou descolorindo fora do balde) eu pra guardar pra usar depois.
      E pelo que vimos o tecido não sofreu muito, não. Ainda tá firme e forte! :)

  • Juliana Padilha

    Puxa, muito legal Rafa! Eu tenho umas calças velhas em casa que nem uso, acho que fazendo isso seria uma boa forma de voltar a usar né! ;)
    Queria muito fazer esse modelo com aplicação de tachas, você sabe se onde eu encontro essas tachinhas pra vender? Achu super estiloso!
    Adorei o post!

  • diadebrilho

    Dicas sensacionais!!!
    Amei o segundo short, tô com vontade de fazer isso com a calça minha, falta-me coragem hehehe (morro de medo de dar errado)
    Adorei o post!
    bjs

    • Rafaelli Antes

      Eu também teria medo se não tivesse visto com meus próprios olhos, hehehee
      mas pode confiar, a experiência da Carlinha deu certo :)

  • luallessi

    Já amei não ser foto do google rs

    Então né… primeiro que tua amiga ‘ta podendo’ pra usar uns shorts desse tamaninho :)

    Tirando o tamaninho, eu gostei do visual que ela deu a eles…Tem cara de verão, de praia… e de baile funk.

    • Rafaelli Antes

      sabia que vc ia falar das fotos! :P ahuehuhauhea
      no corpo não fica minúsculo, não. como ela é baixinha não tá escândalo. tão lindos! :)

  • izabeli Morais

    noossa fiko muito bonito … Parabéns pelas as ideias e muito obrigada por trazer essas ideias pra nós viiuh ?! valw *——*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *