Sem categoria

Declarações

Se naquele dia em que você me buscou em casa eu soubesse o quanto você significaria pra mim em um futuro um pouco mais distante, eu com certeza teria feito diferente. Eu estaria mais solta, eu te deixaria me olhar nos olhos e permitiria que você se aproximasse sem dificuldades. Eu não mudaria de assunto e eu não inventaria mil tópicos só pra não deixar espaço em branco pra você escrever a história de nós dois. Eu não teria me afastado quando você chegou, e seu eu tivesse afastado espontaneamente, eu com certeza teria voltado e te dado aquele beijo que eu sinto até hoje, mesmo sem ter consumado.
E se tudo tivesse dado errado naquele dia, eu teria feito esforço maior do que eu fiz pra te manter comigo, pra te ter pra mim. E então eu não precisaria pensar em você a cada dia antes de dormir, e nem imaginar esses diálogos que jamais sairão do meu pensamento, e muito menos torcer pra não sonhar com você. Acordar dói.
Eu não precisaria torcer pra te encontrar por acaso em algum lugar, e não sentiria uma dor indescritível ao ver o teu sorriso. Eu poderia te abraçar sem medo, sentir o teu perfume e dizer que você é tudo o que eu sempre sonhei.
E toda a vez que a gente passasse naquele chafariz, eu olharia e diria: foi aqui que tudo começou. Eu não ficaria com lágimas nos olhos ao ver aquele lugar, e se ficasse, seriam de alegria.
E hoje, na solidão da madrugada eu ia pegar meu telefone, te ligar e dizer: Eu só quero que você se lembre que eu amo você.
*Texto antigo, tirado do meu já deletado blog pessoal. Tem coisas que a gente só compartilha depois que passam, né? :)

5 Comentários

Deixe uma resposta para .bárbara Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *