14 out 15

Diário de viagem: Cavalcante – GO / chapada dos veadeiros

Etc

To muito feliz de escrever esse post, porque ele surgiu de um feriado maravilhoso e cheio de aventura, paisagens lindas e boas companhias <3

Eu e minha família aproveitados o feriado do dia 12 de outubro pra irmos com mais um grupo de amigos pra cidade de Cavalcante, que fica em Goiás e tem cachoeiras lindas. Juro pra vocês que antes dessa viagem eu já adorava cachoeiras e trilhas (mesmo que eu quase morra na maioria delas, HAHAHA), mas nunca fui fã de ficar dentro da água fria e dessa vez eu virei um quase peixe, fiquei quase o tempo todo na água e acho que finalmente me acostumei com o frio.

Como queria deixar tudo registrado pra vocês, eu fiz vlog de todos os dias (o que eu achei uma delícia, e vai ser ótimo pra relembrar depois). Chegamos na cidade na sexta feira a noite (foram 3:30 de viagem de Brasília pra lá), nos hospedamos na pousada Vila dos Ipês, que é muito linda, organizada e tem um ótimo atendimento. A pousada oferece café da manhã, os quartos são super confortáveis (ficamos em um quádruplo) e fica pertinho de tudo.

Assim que chegamos saímos pra comer e escolhemos o restaurante Flor do Cerrado, que é simples, mas tem pratos ótimos a preços bem legais. Lá um prato pra 3 pessoas com picanha, arroz, feijão tropeiro, salada e batata frita custa 70 reais.

No sábado fomos conhecer as primeiras cachoeiras e o nosso destino foram as cachoeiras do Prata que são lindas, mas tem um acesso um pouco complicado, são 60km de estrada de chão (que não estava muito boa e demoramos mais de 3h) e de trilha a pé é bem pouco e bem tranquilo, em torno de 1 km. Nessa cachoeira não tem estrutura de restaurante, então você precisa levar lanche pra passar o dia.

Veja tudo isso no vlog do primeiro dia em Cavalcante:

No domingo fomos conhecer as cachoeiras Santa Bárbara, que nos falaram que eram as mais lindas (e realmente são), a água lá é azulzinha, lindo de se ver! O único problema foi que como fomos no feriado e é a cachoeira que todo mundo quer conhecer, estava bem lotado. Pra chegar lá fomos pela mesma entrada que levava pras Cachoeiras do Prata, mas andamos apenas 30km de estrada de chão e tivemos que passar com o carro pelo rio (mostrei tudo no vlog). A trilha andando é bem tranquila e curtinha, além de ser linda.

Depois de darmos um tempo nessa, fomos para a Cachoeira Capivara, que também é linda e forma umas piscinas naturais entre as pedras. Nessa passamos mais tempo e fiz até uma sessão de fotos na água que em breve estará aqui no blog.

Essas cachoeiras ficam nas terras do Kilombo Kalunga e lá tem estrutura para o almoço. Para entrar é preciso ter um guia (que nos custou R$ 160 dividido pelas pessoas do grupo), a entrada custa R$ 20 e para almoçar é preciso reservar o restaurante para uma determinada hora (marcamos nosso almoço para as 16 – mas acabamos almoçando as 17 – e custou R$ 25 por pessoa, fora os refrigerantes/sucos.

A noite fomos numa pizzaria (se eu não me engano o nome é encanto da pizza) onde eu comi uma das melhores pizzas da minha vida, o lugar era lindo e o atendimento muito bom, mas esperamos bastante porque estava lotado.

No outro dia fomos conhecer as cachoeiras que ficam na Pousada Veredas (quem se hospeda lá tem acesso livre a todas elas), são 7 cachoeiras e escolhemos conhecer o Poço Encantado e a Toca da Onça. Essa trilha foi tensa! Foram 1,8km de subida e passamos por uma ponte para chegar nela (tem tudo registrado no vlog, rs). Depois disso passamos pra ver o paredão de pedra que fica próximo a Cachoeira Veredas, que é a mais fácil de chegar e não precisa subir.

Almoçamos na pousada, saímos pra tomar um sorvete (a sorveteria lá é muito barata!) e voltamos pra casa.

Veja tudo isso no vlog dos últimos dias em Cavalcante:

Espero que tenham gostado de acompanhar o meu feriado pelos vídeos. A Chapada dos Veadeiros é muito linda, vale a pena conhecer! Se alguém tiver mais alguma dúvida e precisar de alguma indicação, é só deixar nos comentários. Na cidade tem opções mais econômicas, como pensões e campings, mas eu precisava ficar em uma pousada com internet porque tinha que trabalhar a noite. :)